Aprenda como se aposentar sem depender da Previdência

Na última terça-feira (05), foi divulgado uma proposta da reforma da Previdência que chamou a atenção. A minuta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) previa que, servidores ingressados até 2003 no serviço público e que querem se aposentar com o último salário da carreira precisariam ter, no mínimo 65 anos.

A idade muda apenas para professores e profissionais relacionadas a atividades prejudiciais à saúde, passando para 60 anos. Para policiais, a idade de aposentadoria passa para 55 anos.

O texto também dispensa a responsabilidade do poder público de bancar o rombo causado pelas aposentadorias. Além de também prever a possibilidade de cobrar alíquotas acima da média, dos servidores ativos, inativos e pensionistas.

Como vemos, o projeto tende a mudar os planos de quem pensava em aposentadoria. No entanto, é possível se aposentar quando quiser e sem depender da Previdência. E é o que vamos explicar agora.

Leia também: 5 livros de educação financeira que você precisa ler

Aposentar tranquilo sem a Previdência

Todo cidadão tem o direito de não querer esperar até os 65 anos para se aposentar e relaxar depois de anos de trabalho. Mas para isso, é necessário planejamento. E claro, investimento. Até porque investir é criar uma renda mensal para o futuro, além de fugir das reformas e dos limites impostos.

Mesmo que o tempo até os 65 anos esteja longe, não entre na onda do “está longe demais”. Como gostamos de dizer aqui no blog, não existe tempo para investir. Sabemos que o tempo é precioso na aposentadoria. Nesse caso, quanto mais tempo você começar a investir, menor será a contribuição mensal.

Por isso, coloque seu dinheiro para trabalhar desde já. Para isso, é necessário escolher bons produtos para investir.

Leia também: Investir em imóveis é uma boa opção. Entenda porque

Taxa de retorno

Esse é um fator muito importante na hora de pensar na hora de aposentar. A rentabilidade do produto investido é a razão da quantia que você vai adquirir com os aportes mensais. 1% a mais de taxa de retorno, por exemplo, já faz uma grande diferença no valor final.

Apesar da poupança não receber uma fama tão boa na questão de rentabilidade, há outros serviços que conseguem ser piores. Nisso, fique muito atento com o investimento escolhido. Boa opções de escolhas são investimentos em renda fixa, ações e Previdência Privada.

Essa em questão é composta por produtos tanto de renda fixa quanto de variável. No entanto, possuem características diferentes, porém especiais. Exemplos como benefícios fiscais, dois tipos de tributação e aspectos que ajudam nos momentos mais complicados do investimento. Ainda assim, é crucial estar atento.

Isso porque existem instituições que oferecem fundos de previdência privada que não oferecem boa rentabilidade, além de possuírem altas taxas.

FONTES

1 2

Post Relacionados

Deixe uma resposta