corretora

Banco ou corretora: onde é melhor investir?

Sem ficar preso em portas giratórias ou esperar longas horas para ser atendido. Corretoras de valores, diferente dos bancos, são portais virtuais seguros para quem quer começar a investir dinheiro.

Por que investir em corretoras é melhor?

 

Os bancos tradicionais não estão interessados em atrair pequenos investidores – aqueles com menos de R$500 mil investidos – porque o lucro para a instituição é baixíssimo. O banco cobra um percentual sobre o dinheiro aplicado, que não traz quase nada de retorno se o valor for pequeno. Assim, há preferência para quem tem milhões investidos.

Para o pequenos investidores, é mais vantajoso fazer empréstimos e cobrar juros altos do que incentivar a investir e ganhar quase nada por isso.

Na contramão, as corretoras de valores se interessam por todo tipo de investidor porque são plataformas digitais feitas APENAS para investir dinheiro, sejam valores altos ou baixos. Diferente dos bancos, elas não possuem cartões e não oferecem outros serviços como empréstimos. Também não cobram taxas para investir ou para abrir uma conta.

Lembre-se: conta em corretora não é a mesma coisa que conta corrente.

Qual a diferença entre o investimento do banco e da corretora?

 

Vamos pegar um investimento como exemplo: o CDB.

No banco, você encontra apenas CDBs da própria instituição. Nas corretoras, há CDBs de todos o bancos lado a lado. Desse modo, você investe no qual renderá mais.

As corretoras mostram uma lista de bancos de grande e pequeno porte. É exatamente nos bancos menores que você encontra aplicações que pagam mais, simplesmente por não serem tão conhecidos no mercado e precisarem mais do seu investimento.

Aplicar em banco pequeno é arriscado?

 

Não, porque a maioria dos investimentos é assegurado pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). O fundo é mantido pelos próprios bancos para garantir a segurança do sistema financeiro. Ele garante até R$250 mil de volta, com todos os juros, caso o banco chegue à falência.

Como as corretoras ganham dinheiro?

 

Se as corretoras não cobram taxas, como elas se sustentam? Não há cobrança, mas isso não quer dizer que ela não ganhe pelo serviço.

Corretoras de valores lucram recebendo pequenas parcelas de taxas já cobradas por outras instituições. Cada investimento funciona de uma forma diferente. As duas principais são:

No CBD, os bancos pagam para que a corretora ofereça aos investidores a aplicação no site. Assim, a corretora não precisa cobrar nada.

No Tesouro Direto, a corretora ganha um percentual em cima da taxa que a B3 (Bolsa de valores oficial do Brasil) cobra de 0,3% ao ano sobre o valor investido. Porém, ela só ganha se você estiver investindo pela primeira vez, e só durante no primeiro ano de investimento.

Qual corretora investir?

Você pode encontrar a lista de corretoras de valores no site da Bolsa de Valores aqui.

Post Relacionados

Deixe uma resposta