bolsa de valores

Bolsa de Valores: o que é e como funciona?

Você já ouviu histórias que envolvem a Bolsa de Valores? Já assistiu filmes como O Lobo de Wall Street? Ouviu dizer que, nesse lugar, muitas pessoas falam ao mesmo tempo,  gritando em seus telefones desesperadas negociando papéis?

Esse conceito é bastante disseminado, porém não é visto há décadas! Atualmente, é só “coisa de filme”.

Mas afinal, o que é a Bolsa de Valores?

Basicamente, Bolsa de Valores é um mercado financeiro organizado. É o lugar onde entidades negociam suas ações.

As empresas, geralmente, entram na Bolsa de Valores com o objetivo de obter recursos. Estes serão usados para desenvolver novos projetos, que podem ser de curto, médio ou longo prazo.

Dessa forma, as empresas disponibilizam “partes” (abrem capital) de sua companhia em troca de dinheiro para financiar seu projeto ou investimento.

OK, Mas como funciona a Bolsa de Valores?

Para facilitar o entendimento, vamos usar um exemplo.  Suponhamos que você seja um comerciante e está apresentando seus produtos à pessoas que podem se interessar em comprá-los(nesse ponto, você já está visível na bolsa de valores). No caso da bolsa, você deseja vender suas ações.

Nesse momento, acontece algo chamado propostas de venda. O comerciante é quem vai lançar a proposta, precificando sua ação. Enquanto isso, os interessados (chamados de investidores) farão suas propostas de compra (uma contraproposta).

Essa primeira proposta é chamada de IPO (Initial Public Offering, Oferta Pública Inicial, em português). Ela estabelece uma relação entre oferta e procura. Isso também é chamado de mercado primário.

No mercado secundário, o cenário é de negociações.

A venda só acontece quando há equilíbrio entre oferta e procura. Ou seja, quando o preço ofertado é igual ao valor que o investidor está disposto a pagar.

Essas transações acontecem por meio de uma plataforma online chamada Homebroker.

Post Relacionados

Deixe uma resposta