cdb

CDB: o que é e como funciona?

Clientes pegam dinheiro emprestado e pagam juros altos aos bancos. Sabia que você pode fazer a mesma coisa, emprestar dinheiro às instituições financeiras e ganhar uma renumeração por isso? É exatamente o que o CDB oferece.

CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um investimento financeiro promovido pelos bancos para receber empréstimos, diferente do Tesouro Direto, promovido pelo governo para fazer investimentos na infraestrutura do país.

O dinheiro é necessário para realizar todas as operações (financiamentos, cheque especial, saques etc) e transferir crédito a quem precisa. É como se você, investidor, emprestasse dinheiro a outro cliente por intermédio do banco.

Existem três tipos de CDBs. Cada um renumera de maneira diferente. Confira:

CDB Pós-fixado

É o tipo mais comum e rende de acordo com a taxa CDI, que varia todo ano.

Por exemplo, se você investiu em um CDB que renumera 90% do CDI ao ano, a rentabilidade será de 9%. Desse modo, R$ 1000 aplicados se transformaram em R$ 1090 em um ano. Há investimentos que oferecem mais de 120% do CDI.

CDB Prefixado

Nesse caso, os juros são definidos no momento da aplicação, sem vínculos com indexadores.

Leia também: O que é um indexador?

 

Por exemplo, se o investimento estabelece a taxa de juros de 10% ao ano e você investir R$ 1000 por um ano, sua rentabilidade será de R$1100.

CDB indexado à inflação

Esse investimento é vinculado a dois índices: a taxa da inflação (IPCA) e um acréscimo de juros prefixados.

Por exemplo, o investimento pode renumerar “IPCA + 5% ao ano”. Se o IPCA no ano for de 6%, a rentabilidade será de 11% do valor aplicado.

Quais são as taxas…?

 

Apesar de ter boa rentabilidade, o investimento não é isento de Imposto de Renda. Se você retirar o dinheiro em até 6 meses, pagará 22,5% da rentabilidade. Se retirar depois de dois anos, pagará 15%.

Se você finalizar o investimento em 30 dias ou menos, também será descontado o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Atenção: as melhores renumerações são de CDBs a médio e longo prazo. Por conta disso, aplique apenas se não for precisar do dinheiro nos próximos anos e não o retire antes do vencimento.

Os valores mínimos para aplicação variam entre R$ 200 e R$ 2000.

… e os riscos?

 

Os riscos são baixos. O FCG (Fundo Garantidor de Crédito) assegura até R$ 250.000,00 por CPF e/ou instituição bancária.

Fonte

Post Relacionados

Deixe uma resposta