preço de uma ação

Como é formado o preço de uma ação?

Agora você já sabe o que é uma ação (e se não sabe a gente te explica) e como funciona a bolsa de valores (a gente te explica também!), basta agora entender como é formado o preço de uma ação.

Assim como o preço de uma casa, smartphone ou qualquer outra coisa, o preço de uma ação é formado a partir da relação entre oferta e procura.

Na prática, se existem muitas pessoas querendo comprar determinado produto e poucas querendo vender, o preço tende a cair. Da mesma forma, se muitas pessoas querem vender um produto “x” e poucas querem adquirir esse produto, o preço tende a aumentar.

O mesmo ocorre no mercado de ações.

O preço da ação também sofre a interferência de outra variável: o preço do último negócio fechado.

Você pode querer comprar uma ação, mas isso não quer dizer que irão vendê-la para você. Ou seja, se o última venda de determinada ação foi realizada ao preço de, por exemplo, R$100, isso significa dizer que o IPO (Oferta Pública Inicial) será esse valor. Se você vai levar a ação ou não, depende do lance que fizer (como em um leilão).

No mercado de ações, existe uma espécie de métrica para as análises de ofertas por parte de vendedores e investidores. É o chamado livro de ofertas.

Essa ferramenta funciona da seguinte maneira:

É criado uma planilha com duas colunas para cada ação disponível na bolsa. Em uma dessas colunas, estará disponível todos os preços de venda e na outra, os valores de compra. Vale lembrar que os menores valores ficam no topo de cada coluna.

Se o valor de venda se igualar ao valor de compra, é negócio fechado!

Leia também: 5 livros de educação financeira que você precisa ler

Post Relacionados

Deixe uma resposta