Planilha de gastos: como montar?

Controlar nossos gastos é fundamental para economizarmos. E uma ação crucial para isso é montar uma planilha de gastos. Mas como organizar uma?

Calma que é justamente isso que vamos explicar.

O primeiro passo importante é escolher sua plataforma. Existem sites que possuem a função de organizar para você, basta colocar os dados. Mas ter o controle total de seus gastos é uma escolha mais benéfica para quem quer se organizar.

A opção mais clássica é o Excel. Contudo, o Google Drive também fornece tabelas, com o mesmo perfil do Excel, com a vantagem dos seus dados estarem diretamente armazenados na nuvem.

Tendo a plataforma já definida, é hora de começar.

Leia também: Diferenças entre empréstimo e financiamento

O início

Como seu controle é anual, a primeira ação é já separar todos os meses do ano na parte de cima da tabela. Também dá para ser na parte lateral, mas em cima traz mais vantagens por criar um limite e deixar mais organizado.

Não esqueça de pular a primeira coluna para manter um espaço para as categorias.

Agora, liste suas despesas. Conta de luz, carro, supermercado, etc. Uma boa opção é também separar situações mais abrangentes como roupa e comida em categorias próprias.

Uma dica para economizar é também colocar uma categoria poupança mensal. Mesmo que você não consiga aplicar nenhum valor, é bom deixa-la, até para você observar quanto dinheiro sobra. E o quanto você investe mensalmente.

Colocando valores

Mapear seu orçamento é importante para iniciar. Para isso, acesse seu extrato bancário e comece a colocar cada valor em cada categoria, em seus determinados meses. Depois, soma.

Com o valor da soma, você passa a ter noção de quanto você gasta sobre aquilo que você ganha. Assim, fica mais fácil de gerar um controle sobre seus gastos.

Caso você esteja gastando um valor perto do seu salário, é bom começar a cortar gastos supérfluos para economizar. Agora, se você está gastando mais do que ganha, a situação é mais séria.

Seja aumentando sua renda, diminuindo seus gastos ou os dois, é preciso mudar.

Observe na tabela e coloque na balança tudo aquilo que vai fazer menos falta para sua rotina.

Leia mais: Universitários: como poupar mais dinheiro

Metas na planilha de gastos

Já sabendo o quanto gasta e estabelecendo o que vai vai fazer para economizar, é hora de criar metas. Nesse caso, coloque em sua planilha de gastos os valores que você vai gastar no próximo vez.

Com base nessas metas planejadas, é a hora de tomar decisões. Seja procurando um aluguel mais barato ou comprando menos comida.

Com o passar do tempo, passe a substituir os valores de meta pelos valores gastos. Uma dica importante para essa fase da planilha de gastos é deixar em verde se o valor realizado é igual ou menor que a meta. E em vermelho caso você tenha ultrapassado.

Uma maneira também é criar outras colunas do lado de cada mês para comparar os gastos planejados com os realizados.

Apesar das metas estabelecidas, não esqueça que na vida, passamos por imprevistos. Então caso algo importante aconteça (como saúde) e você precisa do dinheiro, não fique preso na meta, gaste para resolver.

Assim, a partir dos próximos meses você pode adaptar o seu orçamento de volta à realidade.

Monitorar o seu desempenho na planilha de gastos é tão – ou mais – importante que o levantamento inicial.

Leia também: Educação financeira infantil: como ensinar os filhos a economizar

FONTES

Fonte1

Fonte2

Post Relacionados

Deixe uma resposta