Conheça os cuidados ao pedir empréstimo pessoal

É incontestável que grande parte das pessoas não gostam de pedir dinheiro emprestado. Mas há situações que realmente é necessário. Apesar de muitas pessoas usarem esse recurso para viajar, outras muitas utilizam o empréstimo pessoal como uma ferramenta para resolver situações de emergência.

E são justamente nessas situações que os problemas surgem e prejudicam os consumidores.

Leia também: Empréstimo para negativado: como funciona?

Os maiores inimigos que você pode enfrentar nesse momento são:

  • Falta de planejamento
  • Desconforto
  • Falta de clareza

Pelo menos essa foi a conclusão que a equipe do NuBank chegou depois de um ano estudando o mercado brasileiro de empréstimos pessoais. Nesse estudo, eles tentaram encontrar maneiras de acabar com burocracias e barreiras que atrapalham na hora de decidir o que é melhor.

Por isso, estabeleceram algumas dicas para você tomar decisões conscientes no momento de pedir o empréstimo pessoal.

Planejamento

Como dissemos, a falta dele é um inimigo poderoso, então, é preciso se planejar antes. Basicamente, existem duas situações nas quais as pessoas recorrem ao empréstimo pessoal: realizar sonhos ou resolver problemas.

No caso da primeira situação, são sonhos que costumam ser planos de longo prazo, como compra de imóveis ou viagens. Por isso, envolvem mais tempo de planejamento. O problema mesmo está em situações de emergência, nas quais não dão tempo para ter planejamento. O que é um grande problema, até porque, pegar dinheiro emprestado sem planejar os gastos é trocar um problema por outro.

Por isso, antes de pedir um empréstimo pessoal, faça duas perguntas fundamentais:

  1. Quanto posso comprometer da minha renda mensal?
  2. Quais são as taxas do empréstimo?

Leia também: Aprenda como se aposentar sem depender da Previdência

Pesquisa

É comum as pessoas aceitarem a primeira opção de empréstimo devido a situação apertada. O botão pré-aprovado, oferecido pelo banco, não é a melhor opção, é apenas a mais fácil. Nisso, para pesquisar, veja se seu planejamento está de acordo com as opções oferecidas.

Fique atento também ao fato de que muitas empresas oferecem empréstimos que dificultam a vida na hora de antecipar parcelas. O que resulta em juros mais altos no final. É crucial pesquisar e entender as diferentes categorias de empréstimo.

Por exemplo, empréstimos sem garantia possuem taxas de juros maiores. Enquanto os empréstimos com garantia, menores.

Avaliação

Antes de sair correndo pedindo o empréstimo pessoal, veja se não consegue renegociar suas dívidas. Muitas vezes, chega a ser mais vantajoso falar com a instituição e ver se você pode negociar condições melhores de pagamento, ao invés de já contratar uma segundo dívida.

Condições do empréstimo pessoal

Preste atenção em todas as condições do empréstimo. Saiba quais são as taxas, se é possível antecipar parcelas e como, se é possível gerenciar essas parcelas e o que acontece caso você atrase uma delas. E fique em alerta, porque, segundo a lei, toda instituição é obrigada a deixar o cliente adiantar as parcelas e dar o desconto proporcional dos juros.

Saber essas informações é crucial para não acabar perdendo o controles dos seus pagamentos.

Custos extras

Quase todas as instituições empurram produtos que funcionam como “acessórios” ao oferecer um empréstimo. Como, taxa de abertura de crédito ou taxa de cadastro, por exemplo. Os valores entram no valor total.

Leia também: O que é venda casada?

Além dos seguros, que funcionam como uma garantia inclusa no preço da sua parcela. Sobre isso, é importante ver quais circunstâncias o seguro cobre.

Mistura de PF com PJ

Outra coisa comum entre empreendedores que pegam o empréstimo pessoa é o uso do dinheiro nas contas das empresas. O que é um erro fatal. Por isso, não misture crédito de pessoa física com pessoa jurídica.

Agira dessa maneira impede que a empresa tenha um controle dos gastos e do fluxo de caixa organizado. Isso pode colocar o empreendedor em uma péssima situação.

Leia também: Entenda o que é empréstimo consignado

FONTE

Post Relacionados

Deixe uma resposta