O que é Cadastro Positivo?

Com a função de reunir dados de pagamentos, empréstimos e financiamentos, o Cadastro Positivo funciona como uma espécie de histórico. Esses dados, então, são entregues às instituições para as mesmas conterem informações sobres os consumidores – mesmo aqueles que não foram seus clientes.

Resumidamente, abrir um Cadastro Positivo é como carregar um currículo financeiro. Ele é apresentado para a instituição na qual deseja pegar um empréstimo ou cartão de crédito, por exemplo. Assim, cada um dos consumidores podem ser avaliados da melhor forma. Inclusive, o Cadastro Positivo serve também para informar se as contas foram pagas em dia.

Isso dá aos consumidores a opção de ser avaliado pelo conjunto de todos os comportamentos financeiros. Ainda mais porque antes, só era avaliado os comportamentos negativos dos consumidores, o que deixavam eles com o famoso nome sujo.

Com esse Cadastro Positivo, os consumidores conseguem ser reconhecidos como bom pagadores. Isso faz com que muitos consigam mais benefícios ou taxas menores ao pedir empréstimo ou renegociar uma dívida.

Leia também: Conheça os cuidados ao pedir empréstimo pessoal

Como funciona?

Esse banco de dados que é o Cadastro Positivo fica disponível para instituições financeiras, prestadores de serviços e todos com quem você pode realizar transações comerciais. No mês passado, a Câmara dos Deputados aprovou a proposta que inclui os bons pagadores no cadastro de forma automática.

O cadastro é realizado por cada pessoas no Serasa, através do site, agência ou carta. Isso dá a liberdade para o consumidor querer ou não fazer o cadastro.

Depois de aberto, todas as contas pagas e transações feitas passam a ser registradas. Bancos e instituições com quem você tem vínculo são os responsáveis por repassar os dados para o Cadastro Positivo. De acordo com o SPC, são analisados os seguintes dados:

  • Valor total da compra;
  • Valor das parcelas;
  • Data dos vencimentos;
  • Data dos pagamentos;
  • Valor dos pagamentos;
  • Dados cadastrais do consumidor.

Caso você esteja negativado, saiba que também é possível entrar para o Cadastro Positivo. Inclusive, as contas pagas em dia podem beneficiar para uma futura análise.

Vale a pena abrir o Cadastro Positivo?

Por permitir que bancos e instituições analisem seu perfil de uma forma melhor, vale sim. Ainda mais que entrar para o cadastro também ajuda no aumento do seu score de crédito. Consequentemente, aumenta a chance de conseguir um empréstimo, financiamento e cartão de crédito, como citado anteriormente.

Caso um profissional autônomo precise de um financiamento, ele pode conseguir crédito através do cadastro, mesmo que não consiga comprovar sua renda formal.

FONTE

Post Relacionados

Deixe uma resposta