liquidez

Como comparar investimentos: liquidez, risco e rentabilidade

Decidiu investir mas não sabe como escolher o melhor investimento financeiro? O primeiro passo antes de aplicar é avaliar três pontos básicos: qual a rentabilidade, o risco e a liquidez?

Rentabilidade é a velocidade que o investimento rende em um período de tempo. Risco é a probabilidade de perder dinheiro e ficar com menos grana do que no início da aplicação.

Rentabilidade é proporcional ao risco ou seja, os dois são igualmente altos ou baixos. As ações da Bolsa de Valores, por exemplo, são aplicações de alto risco, mas que geram os maiores rendimentos a curto prazo.

Se você quer ganhar muito dinheiro, terá que estar disposto a arriscar também. Porém, é preciso comparar o risco e rentabilidade de duas ações, pois há casos que ambas rendam por igual, mas uma seja mais arriscada que a outra.

E a liquidez?

O terceiro item para considerar na hora de comparar investimentos é a liquidez. Basicamente, liquidez mede o quão rápido é possível resgatar o que foi investido, sem perder dinheiro.

Investir é comprar ativos financeiros. Portanto, liquidez é a facilidade de vender esse ativo.

Para medir a liquidez, basta olhar para o vencimento da aplicação, o rendimento mensal ou anual. Há desde investimentos que duram anos até aqueles que, a partir de um mês, é possível retirar o dinheiro com lucro mínimo (ou pelo menos sem perdas).

Além disso, também há aplicações com liquidez diária ou alta. Nessa circunstância, é possível vender o ativo a qualquer momento sem prejuízos. É o caso de alguns tipos de CDB e Tesouro Direto.

Desse modo, se a rentabilidade e o risco de duas aplicações são muito parecidas, vale a pena conferir qual delas tem a melhor liquidez antes de aplicar.

Leia também

Como começar a investir?
Onde é melhor investir: banco ou corretora?
O que são juros compostos e simples?

Post Relacionados

Deixe uma resposta