Qual é melhor: Crédito ou débito?

Se você já ficou em dúvida de qual modo de pagamento fazer, então você também faz parte do clube. Como o dinheiro físico acabou perdendo espaço graças aos cartões, até pela evolução dos bancos digitais, como o NuBank, por exemplo, a disputa ficou entre crédito ou débito.

Leia também: Mastercard diz que pagamentos em cartão beneficia a economia

Apesar de cada um poder ser usado em situações diferentes, sempre há aquela pergunta sobre qual é a melhor forma de pagamento. Os dois são modalidades diferentes de pagamento. Por isso, há diferentes situações para usa-los, porém, usar qualquer um dos dois em momentos errados pode trazer problemas financeiros futuramente.

Por isso, vamos mostrar um pouco de cada um.

Cartão de crédito

Apesar do Dinheiro 360 já ter falado como funciona o cartão de crédito, é sempre bom reforçar. E o que é sempre bom lembrar é que um dos maiores erros ao usar o cartão de crédito é gastar como se estivesse gastando o próprio dinheiro. Afinal, mesmo com você comprando agora, o pagamento vem depois.

Até porque os gastos no cartão de crédito serão pagos quando a fatura for paga. Por mais que pareça vantajoso, nem sempre é assim.

Para usar o cartão de crédito é preciso um controle rígido dos gastos para garantir que seja possível pagar a fatura no fim do mês. Porque, caso não consiga, é possível que entre em crédito rotativo ou será preciso parcelar a fatura, o que gera cobrança de juros altos.

Ainda assim, pagar no crédito traz a vantagem de dar mais tempo para o dinheiro render até a fatura fechar.

Cartão de débito

O débito, por sua vez, utiliza o saldo presente na sua conta corrente. Nesse caso, você está comprando com seu dinheiro na hora. Porém, também precisa de planejamento para utiliza-lo.

Caso o valor da sua compra seja maior que seu saldo na conta, ela não será aprovada. Ou pior, sua compra é aprovada, deixando seu saldo negativo na conta. O que significa que você vai entrar no cheque especial, precisando, também, pagar juros de acordo com os dias em que o saldo não ficar positivo.

O planejamento precisa ser dobrado principalmente quando você utiliza os dois no dia a dia. Até porque, como explicado, você vai precisar de saldo para conseguir pagar a fatura.

Quando usar cada um deles 

Seja no crédito ou no débito, usar um ou outro vai depender do seu planejamento financeiro. Todavia, há recomendações para determinadas situações. Confira:

  • Compras cotidianas: especialistas recomendam que elas sejam realizadas com o cartão de débito. Assim, existe um controle maior sobre o que é gasto. E no orçamento mensal, esses gastos já estarão listados, não gerando surpresas.
  • Programa de pontuação: nesse caso, é mais vantajoso concentrar a maior parte dos gastos no crédito. Até para conseguir acumular mais pontos. Mas antes de escolher, fique atento com a taxa de conversão de pontos do seu cartão e ao prazo para usa-los.
  • Compras de alto valor: quando você realiza compras de produtos mais caros, use o crédito. Até porque o cartão oferece a opção de parcelamento, além de ajudar no acúmulo de pontos nos programas de pontuação.

FONTE

Post Relacionados

Deixe uma resposta